Demo

Câncer de Mama no Homem

 

O homem também pode ter câncer de mama. Cerca de 1% dos cânceres de mama diagnosticados acontecem nas glândulas mamárias masculinas.

Os principais fatores de risco apontados para o desenvolvimento da neoplasia maligna na mama masculino são: tabagismo, alcoolismo, estresse, ingestão excessiva de gordura, obesidade, doenças do fígado, idade avançada, história familiar, síndrome de Klinefelter, exposição a radiações, mutações genéticas hereditárias, algumas doenças do testículo, trabalhar em alguns ambientes quentes, utilização de hormônios para o tratamento do câncer de próstata, tratamento com estrogênio, uso de anabolizantes.

Apesar de muitos tumores malignos da mama masculina estarem relacionados com os fatores de risco acima assinalados, em alguns casos não encontramos tal relação.

A prevenção consiste em diminuir a exposição aos fatores de risco.

Algumas mutações genéticas adquiridas ou hereditárias como alterações no gene BRCA2 são considerados responsáveis direto pelo desenvolvimento do câncer na mama do homem. Neste caso é importante avaliar outros membros da família, tanto homem como mulher com relação a possibilidade de desenvolver outros tipos de câncer.

Infelizmente o câncer de mama no homem tem sido diagnosticado em estádio clínico mais avançado. De 11 casos de câncer de mama em homem diagnosticado nos últimos três anos no ICAVC, apenas dois tinham tumores pequenos.

É importante que o homem tenha lembrança dessa possibilidade e procure o médico o mais rápido possível.

O tratamento é muito semelhante ao aplicado às mulheres. Consiste em cirurgia (setor ou mastectomia), quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia, drogas alvo e mais atualmente imunoterápicos.

Devemos lembrar sempre que o diagnóstico precoce é a melhor forma de combater o Câncer.

 

Prof. Dr. Carlos Elias Fristachi
Oncoginecologista e Mastologista 
CRM 44605

REDES SOCIAIS

fb   yt